Livros

What I Read: August

agosto 31, 2013,7 Comments

115
Posso dizer, com orgulho, que em Agosto voltei verdadeiramente às leituras!
Ultimamente tenho andado a ler muito pouco, sem dúvida em resultado das maravilhosas temperaturas que se fazem sentir na rua, mas este mês consegui arranjar um tempinho e vontade para me sentar a ler!
Aqui fica o que li em Agosto...
I can say, with pride, that in August I was truly back at reading!
Lately I've been reading very little, without a doubt in result of the wonderful temperatures we've been having, but this month I was able to get some time and will to sit down and read!
Here's what I read in August...

116

117
Inferno
Dan Brown

Em primeiro lugar, deixem-me desde já dizer que sou uma enorme fã de Dan Brown! Ainda me recordo de quando O Código Da Vinci saiu em Portugal, tinha eu para aí 10 anos e, já acérrima leitora, uma professora me emprestou o livro... devolvi-lho logo no dia seguinte e, honestamente, é provavelmente o livro de que menos gostei deste autor! Dito isto, e tendo em conta que o último livro que este autor escreveu havia sido publicado em 2009, podem imaginar o quão altas eram as minhas expectativas!
Inferno regressa, uma vez mais, com o afamado professor Robert Langdon, o qual acorda numa cama de hospital sem se conseguir recordar de onde está ou como ali chegou. Como se não bastasse, Langdon encontra um estranho objecto em sua posse e, logo depois, sofre uma tentativa de assassinato. Juntamente com a sua jovem médica, Sienna Brooks, vai embarcar numa aventura pelas ruas de Florença, tendo a obra Inferno de Dante, como guia para decifrar códigos e pistas que se encontram um pouco por toda a cidade.
Pessoalmente, gostei do livro. Talvez seja suspeita, uma vez que sou verdadeiramente apaixonada pelo estilo de escrita de Dan Brown, mas se levarem Robert Langdon para um qualquer local místico no mundo, procurarem resolver um enigma e envolverem um pouco de conspiração, já me conquistaram! 
O que mais gostei verdadeiramente neste livro foi a abordagem ao tema da superpopulação. Em virtude da minha área de estudos universitários, já li por diversas vezes artigos sobre a teoria Malthusiana (que basicamente defende que o crescimento populacional será feito em progressão geométrica, enquanto que os alimentos irão aumentar em progressão aritmética, o que leva a que o aumento populacional conduza indubitavelmente a fome) e, como tal, acho este tema muito interessante. Não vou dizer que concordo completamente com esta teoria e, como tal, revi-me um pouco na posição que Dan Brown apresenta no livro, a qual vale a pena ler!
Aquilo que mais me desapontou neste livro foi o excesso de descrição. Sempre gostei da forma como Dan Brown descreve os locais onde se centra a acção, mas, na minha opinião, neste livro exagera um pouco, chegando ao ponto de se estar no meio de uma corrida contra o tempo (um daqueles momentos em que não conseguimos parar de virar as páginas para ver o que acontece a Langdon!) e de repente o autor começar a desenrolar um sem-fim de descrições que nunca mais acabam e não se encaixam nem um pouco! Inicialmente pensei que fosse minha impressão, mas, depois de ter trocado impressões com outra pessoa que leu o livro, parece que não fui a única que reparei neste pormenor! Apesar de se notar que o autor procurou ao máximo manter o tamanho dos livros anteriores e acabou por pecar por excesso, recomendo vivamente que leiam este livro!
First of al, let me tell you in advance I'm a huge fan of Dan Brown! I still remember when The Da Vinci Code came out in Portugal, I should be around 10 years-old and, already a huge reader, a teacher borrowed me the book... I gave it back to her the next day and, honestly, it is most likely the book I like the less from this author! This being said, and considering the fact that his last book was published in 2009, you may imagine how high were my expectations!
Inferno returns, once again, with the famous professor Robert Langdon, who wakes up in an hospital bed without being able to remember where he is or how he got there. As if that wasn't enough, Langdon discovers a strange object in his possession and, right after that, he suffers an attempt of murder. Along with his young doctor, Sienna Brooks, he will start an adverture by the streets of Florence, having Inferno from Dante as a guide to decifer codes and clues that they find all over the city.
Personally, I liked this book. I may be biased, once I'm truly in love with Dan Brown's writing style, but if you take Robert Langdon to any mystical place in the world, try to solve an enigma and add a bit of conspiration, you have already conquered me!
What I liked the most about this book was the approach to the theme of overpopulation. In consequence of my area of studies, I have read several articles on the Malthusian theory (which basically states that populational growth will follow a geometric progression, while food will raise in an arithmetic progression, which leads to the conclusion that populational growth will doubtless lead to hunger) and, this being said, I find this theme very interesting. I won't say I completely agree with this theory so I saw myself a little bit in the position that Dan Brown defends on the book, which is worth reading!
What disappointed me the most in this book was overdescription. I have always enjoyed the way Dan Brown describes the places where he centers action but, in my opinion, in this book he exagerates a little bit, getting to the point where we're in the middle of a race against time (one of those moments when we can't stop turning pages to find out what happens to Langdon!) and, all of a sudden, the author starts descriptions that don't fit and never ened! At first I thought it may have been my impression but, after exchanging some impressions with another person who has read this book, it seems I wasn't the only one who noticed this detail! Despite the fact I noticed the author tried to keep up with the size of his previous books, resulting in excessive zeal, I truly recommend this book!

118
A estranha viagem do senhor Daldry The strange journery of Mr Daldry
Marc Levy

A estranha viagem do senhor Daldry tem lugar em Londres, em 1950, e conta a história de Alice, uma criadora de perfumes que leva uma vida pacata até que, na véspera de Natal, durante um passeio a uma feira em Brighton, uma vidente prediz que esta não conhece todos os detalhes do seu passado misterioso e que irá viver uma aventura em Istambul que a levará a conhecer o homem da sua vida. Inesperadamente, o excêntrico vizinho de Alice, Daldry, acaba por a convencer a levar a sério a previsão da vidente e juntos partem rumo ao seu destino...
Tenho que confessar que li um único livro de Marc Levy há muitos anos atrás e, como tal, já só me recordo vagamente de que gostei do mesmo. Ainda assim, perante a insistência da minha irmã, decidi ler mais um livro deste autor e ainda bem que o fiz! Adorei como Marc Levy consegue ter uma escrita leve e rápida sem no entanto ser demasiado supérflua! Ainda que pela sinopse este possa parecer apenas mais um romance, acreditem em mim, a história é original! Quando comecei este livro, não estava sem dúvida à espera deste desenrolar da história... fiquei principalmente fascinada com as descrições de Istambul pela perspectiva de uma criadora de perfumes e de um artista, que captam todos os aromas e detalhes! Sem dúvida que o livro me fez querer muito visitar a cidade! Se estão à procura de algo leve e bom de se ler, este é o livro!
The strange journey of Mr Daldry takes place in London, in 1950, and tells the story of Alice, a perfum maker that has a peaceful life until when, in Christmas' Eve, during a walk at a fair in Brighton, a fortune teller predicts that she doesn't know all the details from her misterious past and that she will live an adventure in Istanbul that will lead her to know the man of her life... Unexpectadly, Alice's excentric neighbour, Daldry, ends up convincing her to take the fortune teller's prediction seriously, and together they will find out their fate...
I have to confess I have read one single book from Marc Levy many years ago so I only remember vaguely that I liked it. Still, my sister convinced me to read another book from this author and I'm glad I did it! I loved how Marc Levy is able to have a light and quick writing without being too superfluous! Despite the fact the synopsys might make it seem just another romance, believe me, the story is very original! When I started this book, I wasn't without a doubt waiting for such a story... I was mainly fascinated with the descriptions of Istanbul from the perspective of a perfum maker and an artist, who capture all the scents and details! Now I truly want to visit the city! If you're looking for something light yet good to read, this is it!

119
A luz The shining
Stephen King

Eu tinha este livro (um daqueles que vêm com revistas a um preço baratinho) em casa dos meus pais há imenso tempo e só recentemente peguei nele. O mais engraçado é que comecei a lê-lo porque a sinopse me fascinou, nunca associando A luz a The shinning! Apesar de nunca ter visto o filme, conheço o título e, ainda assim, quando peguei neste livro, não me lembrei de todo do filme!
Apesar de já conhecer Stephen King como o mestre do terror, nunca tinha lido nenhum livro dele e bastou-me ler este livro para ficar fã do seu estilo de escrita! Se nunca ouviram falar deste livro, eu recomendo vivamente que o leiam!
A luz conta a história de Jack Torrance, um escritor com problemas de alcoolismo que se vê obrigado a aceitar um emprego como zelador no Hotel Overlook, nas montanhas do Colorado, um lugar que fica completamente isolado entre Novembro e Março devido à queda de neve. Para Jack, este isolamento é a oportunidade perfeita para reconquistar a sua mulher Wendy e o seu filho Danny, bem como para retomar o seu trabalho de escritor. Danny é um menino especial com uma capacidade sensorial diferente e que possui 'a luz', a qual o vai levar a compreender o Hotel melhor que ninguém... é que esta família não se encontra completamente sozinha e terríveis acontecimentos que tiveram lugar no Hotel vão acabar por se revelar como uma situação de que não podem escapar...
Este livro não é o típico terror que envolva criaturas misteriosas ou seres perigosos... antes, Stephen King pega numa família que à primeira vista parece típica e explora o lado mais psicótico do ser humano! Se gostam de livros de suspanse/terror, aposto que vão gostar deste, vão ficar literalmente 'agarrados' ao livro até à última página! Eu, pessoalmente, adorei!
I had this book (one of those that come with magazines for a very cheap price) at my parent's for a while now and just recently I picked it up. The funniest is I started reading because the synopsys caught my attention, never associating it with The shinning! Despite the fact I have never seen the movie, I recognise the title and, still, when I got this book, I didn't think of the movie at all!
Despite the fact I already knew Stephen King as the master of horror,  I have never read one of his books and this one was enough to become a fan of his writing stule! If you never heard of this book, I truly recommend you to read it!
The shinning tells the story of Jack Torrance, a write with alcohol problems that sees himself forced to take a job as a janitor in The Overlook Hotel, in the mountains of Colorado, a place that gets totally isolated between November and March due to snowfall. To Jack, this isolation is the perfect opportunity to reconquer his wife Wendy and his son Danny, as well as to return to his job as a writer. Danny is a special boy who has different sensorial capabilities and who has 'the shinning', which will lead him to understand the Hotel better than anyone.. this family is not completely alone and terrible events that took place in the Hotel will end up revealing themselves as a situation they can't escape from...
This book isn't the typical horror that includes misterious creatures or dangerous beings... rather, Stephen King takes a family that may seems typical at first sight and explores the most psycothic side of the human being! If you love horror/suspanse movies, I'm sure you'll love this one, you'll be literally 'stuck' to this book until the very last page! Personally, I loved it!

120
O terceiro gémeo The third twin
Ken Follett

No mês passado, li pela primeira vez um livro de Ken Follett e gostei tanto que comecei a ler este logo de seguida! Tenho a dizer-vos que, apesar de ter gostado do Triplo, este livro foi muito melhor!
O Terceiro Gémeo aborda questões genéticas, tendo como personagem principal a cientista Jeannie Ferrami, uma especialista em gémeos que inicia uma pesquisa inovativa: através de um banco de dados do FBI, Jeannie descobre gémeos verdadeiros que no entanto nunca se conheceram, procurando explicar se os genes influenciam a agressividade de um indivíduo ou se será o ambiente a ter um maior peso. Através da sua pesquisa, Jeannie vai acidentalmente descobrir dois homens que aparentam ser gémeos e que, no entanto, nasceram em dias diferentes, com mães distintas e separados por centenas de quilómetros.
Quando comecei a ler este livro, não fazia ideia do que me esperava! O primeiro capítulo começa com uma cena isolada, mas crucial, a partir da qual se vai desenrolar todo o livro... este livro é uma verdadeira surpresa quase até ao final! Pessoalmente, o que mais gostei foi a abordagem à questão genética (bem, como outra, que não posso revelar por ser um spoiler!). Será que alguém tem propensão para a criminalidade por causa dos seus genes ou pelo meio em que foi criado? Será que é o nosso ADN que influencia em quem nos iremos tornar ou a forma como somos educados? Sem dúvida que Follett fala de um tema polémico com uma abordagem muito inteligente e fresca, sem ser de todo aborrecido! Este livro é simplesmente fantástico!
Last month, I've read for the first time a book by Ken Follett and I have enjoyed it so much I started reading this one right away! I have to tell you, despite the fact I loved Triple, this one was way much better!
The Third Twin approaches genetic questions, having as main character the cientist Jeannie Ferrami, a specialist in twins that starts an inovative research: through a data base from the FBI, Jeannie discovers real twins that however never met each other, trying to explain whether genes influence an individual's agressivity or whether it is the environment that has a biggest contribution. Through her research, Jeannie will accidentaly find out two men who seems to be twins and, however, were born in different days, with differents mothers and separated by hundreds of miles. 
When I started reading this book, I had no idea what was waiting for me! The first chapter starts with an isolated scene, however crutial, from which the book will be developed... this book is a big surprise until almost the end! Personally, what I loved the most was the approach to the genetic question (as well as another question, which I can't reveal because it's a spoiler!). Does someone have propensity to criminality because of his genes or the environment in which was raised? Is it our DNA that influences who we will become or is it the way we grow up? Without a doubt, Follett talks about a polemic theme with a very intelligent and fresh approach, without being boring at all! This book is simply amazing!

121
A última fugitiva The last runaway
Tracy Chevalier

Antes de mais, devo avisar-vos que eu adoro romances históricos e, como tal, quando comecei a ler este livro suponho que já estava a ver no que isto ia dar... é certo que por vezes começo a ler livros históricos que são muito maus, mas, na generalidade, acabo sempre por gostar deles! Não conhecia a autora (suponho que vou ter que ler Rapariga com Brinco de Pérola!), mas adorei a forma como escreve! 
A última fugitiva tem lugar em 1850 e foca-se em Honor Bright, uma rapariga quaker de Inglaterra que parte para a América com a sua irmã, que em breve se irá casar. Honor anseia por uma nova vida, mal sabendo que esta mudança vai alterar tudo aquilo que conhece: é que, no Ohio rural, Honor vai tomar conhecimento do Underground Railroad, um movimento de pessoas que procuram ajudar os negros a fugir para o Norte em busca de liberdade...
Pessoalmente, adorei este livro! Achei muito inteligente a forma como a autora foca duas perspectivas diferentes: a escravatura/abolicionismo e o estilo de vida dos quakers. Ao mesmo tempo, pareceu-me interessante a forma como coloca a personagem principal no centro de tudo e se vai assistindo ao desenrolar dos acontecimentos a partir da sua perspectiva! Sem dúvida que este romance está muito bem construído, recomendo vivamente que o leiam!
First of all, let me warn you I love historic novels so, when I started this book, I was already seeing where this would lead... of course sometimes I read historic novels that are really bad but, in general, I always love them! I didn't know the author (I suppose I'll have to read Girl with a pearl earring!), but I loved the way she writes!
The last runaway takes place in 1850 and is focused on Honor Bright, a quaker girl from England that leaves to America with her sister, who will be married soon. Honor wants a new life, without knowing that this will change everything she knows: in the rural Ohio, Honor will get aware of the Underground Railroad, a movement of people that help black people to escape to the North in a search for freedom...
Personally, I loved this book! I thought it was very clever the way the author focus two different perspectives: slavery/abolitionism and the quaker lifestyle. At the same time, it seemed very interesting to me the way she puts the main character in the center of everything and you watch the development of the events from her perspective! Without a dobt, this is a very well built novel, I truly recommend you to read it!

A ler também...

7 comentários:

  1. Tiveste umas óptimas leituras, mesmo :D
    Eu também gosto imenso do Dan Brown mas ainda não comprei este novo livro dele, tenho de ver se o faço assim que puder!

    ResponderEliminar
  2. Já eu, tenho de admitir que me tenho portado mal em Agosto.. Em vez de aproveitar para compensar o resto do ano, desleixei-me. Tenho o Inferno na lista 'to read', por isso acabei por optar apenas as duas primeiras linhas do que escreveste sobre ele.

    <3
    http://zazzish.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Dan Brown é simplesmente um dos meus autores preferidos! a espera para este livro foi bem longa, devias mesmo lê-lo ;)

    ResponderEliminar
  4. haha depois quando leres, volta aqui ao post e deixa-me a tua opinião do livro ;)

    ResponderEliminar
  5. Sim, prometo que o farei! E sim, andei no ISCSP durante um ano em Ciência Política, depois mudei-me para direito. Andaste por lá? (:

    ResponderEliminar
  6. sei, foi lá que tirei a minha licenciatura!

    ResponderEliminar
  7. Tenho mesmo de ler o Inferno, fiquei ainda mais curiosa!!

    ResponderEliminar