França

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe

agosto 07, 2017,0 Comments

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe

Ah, Reims (ou melhor, "rãs", como se pronuncia em francês)... nem imaginam quanto tempo esperei para visitar aquela que é conhecida como a capital do champanhe!
Local onde algumas das mais conhecidas e prestigiadas bebidas do mundo são produzidas, o meu interesse por Reims estava longe de se limitar apenas à possibilidade de admirar a cidade através da transparência de uma flûte enquanto deambulo por entre tours de degustação ou não fosse Reims conhecida em França como a cidade nobre por excelência por durante séculos ter sido o local de coroação dos reis de França. Se tal facto não fosse suficiente para justificar o seu status enquanto cidade a obrigatoriamente visitar, poderia acrescentar ainda que esta é um marco histórico por aqui ter sido assinado o primeiro acordo que colocou fim à Segunda Guerra Mundial ou o facto de três monumentos, além das encostas, caves e lojas de Champanhe se encontrarem inscritos no Património Mundial da UNESCO.
Vamos partir à descoberta de Reims?


COMO CHEGAR
Reims fica a cerca de 120km a nordeste de Paris. A forma mais rápida de viajar entre as duas cidades é embarcar num dos famosos comboios de alta velocidade franceses, o TGV, para uma viagem de cerca de 45 minutos.
Se tal como eu preferem uma opção mais económica, podem optar por viajar de autocarro com uma das várias companhias que operam em França. Pessoalmente viajei com a minha companhia habitual, a Ouibus, sendo que ao efectuar um trajecto de pouco menos de 2h consegui poupar bastante já que os bilhetes de ida e volta ficaram por 10€!
nota: ambas as opções irão levar-vos até à gare tgv champagne ardenne, a qual não fica no centro da cidade. daqui apanhem a linha b do tramway. um bilhete válido para 1h custa apenas 1.6€.

onde ficar
Apesar de Reims ser uma cidade bastante compacta e de ser possível a visitar num só dia, recomendo que fiquem uma noite em Reims por forma a terem mais tempo para explorar a cidade com calma.
Pessoalmente fiquei hospedada no B&B Hôtel Reims Centre Gare, o qual faz parte de uma cadeia hoteleira que se encontra um pouco por toda a França. Localizado perto da estação ferroviária de Reims, o hotel é simples mas apresenta uma boa opção relação custo/benefício para quem não quer gastar muito.

O QUE FAZER EM REIMS...

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe

1. VISITAR A IMPONENTE CATEDRAL NOTRE-DAME E SUBIR ÀS TORRES

PLACE DU CARDINAL LUÇONCATEDRAL: ACESSO GRATUITO | TORRES: 8€ (GRATUITO para menores de 26 ANOS da ue)
Com uma impressionante área de mais de seis mil metros quadrados, a Catedral Notre-Dame de Reims é considerada uma das maiores obras arquitectónicas religiosas do gótico, tendo sido usada posteriormente como referência para a construção de vários edifícios que surgiram um pouco por toda a Europa.
Inscrita no Património Mundial da UNESCO, a sua história remonta ao século V e ao baptismo de Clóvis I, o primeiro rei de França. A partir daí a Catedral deteve uma posição de destaque na história francesa ao se afirmar como o local de coroação dos reis de França durante vários séculos.

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
A fachada da catedral, a qual infelizmente se encontrava em obras NA ALTURA da minha visita

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
A impressionante estatuária das catedrais FRANCESAS nunca deixa de me impressionar!

Se o interior da igreja é por si só magnífico com os seus arcos abobadados e belíssimos vitrais (incluindo de Marc Chagall), confesso que um dos pontos altos da minha visita foi mesmo subir às torres da Catedral.

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe

A VISITA ÀS TORRES
Ao contrário da maior parte das catedrais francesas em que se poder fazer sozinho o acesso às torres, aqui é obrigatoriamente necessário estar acompanhado por um guia, o que acabou por se revelar uma mais-valia. 
Preparem-se não só para uma subida que vai aumentar o vosso batimento cardíaco (afinal, são cerca de 250 degraus até ao topo), mas especialmente para serem recompensados com a fascinante vista da cidade a 40 metros de altura! 

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
A vista panorâmica sobre a cidade de reims


No topo, a visita de cerca de 1h começa pela observação das torres, seguindo-se o acesso a áreas que normalmente se encontram fechadas ao público, como por exemplo a parte inferior do telhado, por cima das abóbodas, através da qual o guia tão habilmente vos mostra as partes que foram reconstruídas. De facto, durante a Primeira Grande Guerra, a Catedral foi bombardeada pelas tropas alemãs, as quais pretendiam desmoralizar a população francesa ao destruir um dos seus símbolos históricos. Amplamente danificada, a Catedral foi reconstruída a partir de 1919, em grande parte devido a financiamento privado (como por exemplo, da família Rockefeller). Nesta visita poderão ver como, vulneráveis aos incêndios, o telhado e as suas vigas de carvalho foram substituídos por uma estrutura não inflamável!

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
NO INTERIOR DE UMA DAS TORRES, NA QUAL SE ENCONTRAM ALGUMAS DAS ESTÁTUAS ORIGINAIS DA CATEDRAL

A visita da Catedral continua com a partilha de fascinantes informações sobre a história da mesma e eu, de queixo caído, pura e simplesmente não consegui deixar de apreciar o facto de me encontrar no nível superior da mesma e poder admirar a meros centímetros de distância os seus arcos, gárgulas e as estátuas da famosa Galeria dos Reis!
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe

2. ver o tesouro da catedral nO PALAIS DU TAU

PLACE DU CARDINAL LUÇON, 2ADULTOS: 8€ (GRATUITO PARA menores DE 26 ANOS DA UE)

Mesmo ao lado da Catedral, não podem perder a visita ao Palais du Tau (igualmente património da UNESCO), um antigo palácio do século XV que servia de residência aos reis de França na noite anterior à sua coroação. Na Salle du Festin, um salão ricamente decorado com tapeçarias, os reis ofereciam banquetes aos seus convidados logo após as cerimónias de coroação.
Como se este pedaço de história não fosse razão suficiente para visitar o Palais du Tau, convido-vos ainda a descobrir este monumento por aqui se encontrarem expostos vários artefactos relacionados com a história de Reims, tais como colecções de tapeçaria, estátuas originais da Catedral ou ainda o magnífico tesouro da mesma que inclui objectos utilizados durante as coroações!
NOTA: podem adquirir um bilhete combinado para a visita às torres da catedral e ao palais du tau por 11€.

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
A salle du festin

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
o magnífico tesouro da catedral, que inclui peças usadas nas coroações dos reis de frança


Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanheVisitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe

3. ADMIRAR A ABBAYE SAINT-RÉMI

PLACE CHANOINE LADAMEACESSO GRATUITO

A completar o triângulo de monumentos inscritos no património mundial da UNESCO está a Abbaye Saint-Rémi. Frequentemente menosprezada, esta abadia beneditina homenageia o santo guardião dos reis franceses (cujo túmulo aqui se encontra) e, ainda que menor que a Catedral Notre-Dame, merece uma visita não só por ter sido o local de baptismo de Clóvis, primeiro rei de França, como também pela arquitectura românica, que impressiona pela sua luz!
Apesar de ficar um pouco fora do centro, a abadia fica bem perto de algumas das caves do champanhe, logo não deixem de passar por lá!

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
O surpreendente interior da abadia e a representação do baptismo de clóvis i

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe

4. fazer um tour de degustação nUMA DAS CAVES DE CHAMPANHE

PLACE SAINT-NICAISE, 9A PARTIR DE 17€

Se é verdade que existem lojas especializadas na venda de campanhe um pouco por toda a cidade, algo que definitivamente não podem perder em Reims é a visita a uma das famosas caves onde a bebida é produzida!
Apesar de não eu ser acérrima adepta de champanhe, como alguns turistas que fazem um roteiro que inclui todas as Maisons de Champagne da região, acredito piamente que é impossível passar por Reims sem visitar pelo menos uma!
As principais caves (e igualmente mais interessantes de visitar) incluem a Taittinger, a Veuve Clicquot, a Mumm ou a Vranken-Pommery e, dependendo da altura da vossa visita, é prudente reservar antecipadamente a visita a uma cave para poderem garantir a vossa vaga e escolher o horário que vos convém.
Pessoalmente, optei pela visita à Taittinger, uma das últimas grandes casas de Champagne cuja vinha de 288ha, garante a execução de vinhos reconhecidos pela sua qualidade em todo o mundo! A visita básica começa nos 17€ e inclui não só a apresentação da casa Taittinger através de um vídeo como também a visita guiada das caves com explicação da elaboração do champanhe e degustação do mesmo!

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe


5. ASSISTIR AO ESPECTÁCULO NOCTURNO 'RÊVE DE COULEURS'


Se estiverem de visita a Reims no Verão ou na época festiva de final do ano, não podem perder o magnífico espectáculo nocturno "Rêve de couleurs"! Ao cair da noite, este evento gratuito criado em 2011 para o 800º aniversário da Catedral Notre-Dame, dá vida às formas e esculturas da sua fachada. Este espectáculo de som e luz é impressionante pela sua tecnologia avançada que permite uma projecção que não só conta a história da Catedral como reproduz as cores que originalmente cobriam a mesma.
Com a duração de cerca de vinte minutos, o espectáculo tem normalmente duas representações a cada noite, mas não deixem de verificar os horários aquando da vossa visita já que mudam de acordo com o dia da semana e altura do ano!

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe


Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe

6. CONHECER O MUSEU DA RENDIÇÃO

RUE FRANKLIN ROOSEVELT, 12ADULTOS: 4€

Facto desconhecido do público em geral, Reims teve um papel muito importante no fim da Segunda Guerra Mundial! Em Fevereiro de 1945, o general Eisenhower montou a sua sede na cidade e foi aqui que, a 7 de Maio de 1945, alguns dos principais generais alemães viriam a assinar o primeiro tratado que garantia a rendição das forças armadas alemãs aos aliados.
O museu é bastante interessante (uma visita marcante para os fãs da história da Segunda Guerra Mundial) e inclui a difusão no piso térreo de um filme com imagens de época, diversos exemplares originais de jornais da época, cópias de documentos, uniformes e, claro está, o ponto alto da visita: a "Sala da Rendição", a qual foi preservada tal e qual como estava nessa data histórica, com a mesa onde foi assinada a rendição da Alemanha!

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
alguns dos objectos patentes no museu

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
a famosa sala da rendição, perfeitamente preservada



Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe

7. descobrir uma biblioteca art deco

PLACE CARNEGIE, 2ACESSO GRATUITO

Quando cheguei a Reims, obtive no Posto de Turismo um mapa da cidade que, curiosamente, assinalava os principais pontos de interesse e estabelecia um pequeno roteiro a fazer a pé por Reims, o qual decidi seguir por ter tempo de sobra para explorar todos os recantos da cidade. Um pouco por acaso, acabei por descobrir a meros passos da catedral a Biblioteca Carnegie, da qual nunca tinha ouvido falar!
Esta tem entrada livre (aliás, funciona verdadeiramente como uma biblioteca por isso é importante respeitar o silêncio) e foi construída graças aos donativos do magnata americano Andrew Carnegie (o da famosa sala de espectáculos Carnegie Hall em New York). Excelente exemplo de Art Deco, esta biblioteca merece ser admirada pelos seus elementos decorativos tais como uma porta de entrada em ferro forjado, um salão com mosaicos que inclui um lustre a pender da cúpula e uma sala de leitura com motivos florais pintados. Pessoalmente adorei ainda o detalhe de terem conservado os antigos arquivos com cartões de índice guardados em pequenas gavetas!

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe


8. ver A colecção de pinturas dO MUSEU DE BELAS-ARTES

RUE CHANZY, 8ADULTOS: 4€

Para os amantes de Arte, vale a pena passar pelo Museu de Belas-Artes de Reims! Como prova de que as aparências enganam, recomendo que não se fiem no exterior do museu pois, apesar de se encontrar num edifício histórico - a antiga abadia de Saint-Denis do século XVIII - a verdade é que este se encontra um pouco degradado e não convida à visita. Ainda assim, não deixem de entrar neste pequeno museu para admirar uma colecção permanente que inclui pinturas flamengas do século XVI, grandes pinturas religiosas e mitológicas clássicas, bem como obras de pintores conhecidos como Delacroix, Courbet, Monet, Renoir, Pissaro, entre outros!


Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe


9. VISITAR A CIDADE de mapa na mão


Ao chegarem a Reims, não deixem de passar pelo Posto de Turismo para obter um mapa de bolso da cidade, o Reims en Poche (ou descarreguem-no aqui). Esta brochura foi um verdadeiro achado, já que me permitiu descobrir seguir um roteiro dos principais marcos turísticos da cidade!
A cidade é bastante compacta e logo fácil de descobrir a pé, mas podem igualmente optar por se deslocar num dos icónicos tramways de Reims! Para mim, o tramway de Reims é uma atracção turística em si: diferente dos elétricos que conhecemos, cada um tem uma cor diferente e na frente apresenta a forma de uma taça de champanhe, o que nos coloca logo no espírito da cidade e sinaliza que estamos bem na capital da célebre bebida!

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe


10. PROVAR as especialidades culinárias


Obviamente, uma visita turística nunca estaria completa sem uma pausa para provar as especialidades culinárias de Reims! Reims conta com alguns ícones gastronómicos, os quais incluem o famoso pain d'épices de Reims, os coloridos biscuits rose da Maison Fossier (basicamente os nossos conhecidos palitos de champanhe mas em cor-de-rosa) e ainda o íncrivel jambon de Reims, um tipo de fiambre servido em blocos rectangulares espessos, tradicionalmente servido em entradas ou saladas.
Um dos restaurantes mais recomendados de Reims é o Café du Palais, mas se tal como eu procuram uma opção mais económica, recomendo-vos o Restaurant Le Gaulois!

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe
o almoço no le gaulois, restaurante no qual comi uma salada com o famoso jambon de reims
GOSTAS DESTE ARTIGO? GUARDA-O NO PINTEREST!

Visitar Reims: 10 coisas a fazer na capital do champanhe

A ler também...

0 comentários: