Barcelona

Deambulando por Barcelona: do antigo Barri Gòtic às modernas Ramblas

janeiro 14, 2017,4 Comments

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Plaça Sant Jaume
O nosso último dia em Barcelona começou no Barri Gòtic, o qual percorre o coração da Barcelona antiga, onde teve início a cidade. Partindo dos tempos em que Barcelona (ou melhor, Barcino) era uma província romana, passando pela Idade Média, pela ocupação napoleónica e mesmo pela Guerra Civil Espanhola, este bairro de Barcelona é o exemplo de como uma cidade em constante mutação pode ainda assim guardar vestígios do seu passado.


O passeio começou bem cedo pela plaça de catalunya, a qual apesar de não ser das mais bonitas ou imponentes praças de Barcelona é sem dúvida uma das mais importantes. Como era cedo e Barcelona parecia ainda estar a acordar, a maior parte dos estabelecimentos comerciais estavam fechados, mas voltámos a esta praça mais tarde e posso dizer que aqui encontram algumas das principais cadeias, com destaque para o El Corte Inglés e o Hard Rock Café. É mesmo entrando por uma pequena rua perto do Hard Rock Café que se chega à paróquia de santa ana, uma igreja construída em estilo gótico entre os séculos XII e XIII.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Paróquia Santa Ana
Daqui partimos observar a plaça vila de madrid. Nos anos 50 foram efectuadas obras de urbanização da praça, durante as quais foram revelados vestígios de uma antiga estrada, a qual ligava a Barcelona romana com a actual região de Sarrà. Ao longo dessa estrada encontram-se diferentes monumentos funerários, que podem actualmente ser vistos ao atravessar a praça!

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Plaça Vila de Madrid
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Plaça Vila de Madrid
Antes de chegar na avenida de Las Ramblas, à esquerda encontra-se a fonte de la portaferrisa. La Porta Ferriça (porta de ferro) era uma das portas da muralha que rodeava a cidade antiga, a qual foi derrubada no final do século XVIII, continuando a fonte no mesmo lugar até aos dias de hoje.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Fonte de la Portaferrisa
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Fonte de la Portaferrisa
Na Plaça del Pi aproveitámos para deambular num dos cantos mais encantadores do bairro, com bifurcações que levam a ruas marcadas pelas charmosas lojas de comércio local. É ainda nesta praça que se impõe a igreja de santa maria del pi, a qual foi construída em estilo gótico entre os séculos XIV e XVI. A igreja tem um estilo bastante simples e austero, com excepção para a imponente rosácea da fachada, com 10 metros de diâmetro, a qual chegou a ser destruída durante a Guerra Civil Espanhola e foi mais tarde restaurada.
É possível visitar o interior da igreja, mas actualmente o acesso é pago (4€).

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Santa Maria del Pi
Bem perto da igreja é possível observar os restos da antiga muralha de barcelona, sendo este o mais antigo monumento de Barcelona, com quase dois mil anos de história! Não deixem de ler a pequena placa com informações que aí se encontra!

catedral de barcelona

pla de la seugratuito à semana entre as 8h-12h45 e 17h45-18h30
Ainda na parte da manhã, parámos para ver aquela que é uma das mais importantes construções do Bairro Gótico: a Catedral de Barcelona (de seu nome completo Catedral de la Santa Creu i Santa Eulàlia). Esta é tão imponente que até ao início do século XX o Bairro Gótico era igualmente conhecido como 'Bairro da Catedral'!
A Catedral foi erigida sobre os restos de um antigo templo cristão a partir do século XIII e a sua construção só foi concluída seis séculos mais tarde, razão pela qual é possível observar tantos estilos arquitectónicos num só edifício, com inspirações góticas, barrocas, neogóticas e modernistas.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Catedral
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Catedral
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Catedral
A fachada principal é, juntamente com a torre, um dos elementos mais modernos da catedral, tendo estas apenas sido concluídas no século XIX. Inserida no estilo neogótico, a fachada está decorada com inúmeras imagens de anjos e santos. Infelizmente não tenho muitas fotos da fachada já que quando a visitei estava a ser desmontada uma espécie de feira mesmo em frente, pelo que só foi possível tirar fotos da fachada de muito perto!

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Catedral
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Catedral
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Catedral
interior da Catedral segue a linha das catedrais góticas e divide-se em três naves da mesma altura, com várias capelas secundárias. 
Para mim, a parte mais bonita da Catedral é mesmo o claustro, o qual está ornamentado com palmeiras e uma fonte, na qual se encontram 13 gansos (13, a idade que tinha Santa Eulália quando morreu martirizada)!

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Monument als Heróis de 1809
Seguimos pela Carrer del Bisbe até chegar ao monument als heróis de 1809, o qual foi erigido em homenagem aos que morreram na tentativa de insurreição à invasão francesa de Barcelona em 1808, tendo sido executados no Parc de la Ciutadella.
Bem perto, na Plaça Sant Felip Neri, encontra-se uma igreja em cujas paredes é possível ver as marcas deixadas pelo bombardeio de Barcelona de 1938 levado a cabo pela aviação italiana a serviço de Franco, bombardeio no qual morreram 42 pessoas que procuravam refúgio nesta igreja.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Barri Gòtic
De volta ao Carrer del Bisbe, seguimos até chegar em frente a uma das imagens mais icónicas do Bairro Gótico: a ponte que une a Casa de los Canónigos com o Palau de la Generalitat.

temple d'august


carrer del paradís, 10acesso GRATUITO
Continuando a explorar os vestígios da antiga Barcelona, entrámos para ver o que restou do Templo de Augusto. Deste templo, construído no século I a.C. para o culto a César Augusto, apenas restam quatro colunas. Ainda assim, não deixem de visitar este templo que fica no ponto mais alto da antiga Barcino (e não deixem de ver a placa à direita, que indica a altura)!

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Temple d'August
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Temple d'August
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Temple d'August
Porque as viagens também são feitas de momentos e histórias, não posso deixar de vos contar o que me aconteceu na visita a este templo! 
Para vos explicar melhor, há que referir que o templo é bastante pequeno e que quase não há espaço para se movimentar, pelo que muito provavelmente terão que esperar que as pessoas saiam para poder entrar. Quando visitámos este local, havia um grupo de turistas asiáticos no local com um guia que lhes explicava a história do templo. Como o grupo era grande, resolvemos esperar no cimo das escadas que saissem. Quando o grupo estava a sair, decidimos descer, ler as placas sobre o monumento e observar as colunas. Estávamos quase a sair quando vimos que uma das senhoras do grupo tinha voltado atrás. Aproximou-se da minha irmã e apontou para a máquina fotográfica, pelo que a minha irmã pensou que ela queria que lhe tirasse uma foto, quando esta senhora apontou para mim e disse "I want photo with her. She looks nice". Nem imaginam a minha cara! Escusado será dizer que eu acenei negativamente da forma mais educada que pude, a minha irmã lhe devolveu a máquina e saimos dali! Só a mim!

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Plaça del Rei
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Plaça del Rei
Do templo decidimos seguir até outra das praças icónicas de Barcelona: a plaça del rei, a qual nos transporta directamente até à Idade Média. O principal prédio desta praça é o Palau Reial Major, prédio gótico onde moraram os condes da Catalunha até ao século XV. É igualmente nesta praça que se encontra um dos núcleos do MUHBA, o Museu de História de Barcelona.


Da Plaça del Rei decidimos seguir até outra praça: a plaça sant jaume, epicentro do poder político de Barcelona. É aqui que se encontram os edifícios do Ajuntament de Barcelona (câmara municipal), à esquerda, e do Palau de la Generalitat (governo da Catalunha), à direita.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Plaça Reial
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Plaça Reial
Porque não há duas praças sem três, é também nesta zona que se encontra a plaça reial, cuja construção data de meados do século XIX. Não deixem de admirar as arcadas dos edifícios, as palmeiras e a fonte central, que conferem à praça uma beleza única. Nesta praça é ainda possível observar dois candeeiros, obra de Antoni Gaudí no início da sua carreira.

las ramblas


Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Las Ramblas
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Las Ramblas
É a partir de uma bifurcação que se chega à rambla de santa mònica, a parte mais turística da avenida, na qual se concentram artistas desde retratistas a estátuas humanas. Confesso que tinha uma visão exagerada desta parte das Ramblas, um pouco como se fosse uma mistura da Place du Tertre em Montmartre com a Ponte Carlos em Praga, isto é, uma amálgama de artistas em cada canto, a debaterem-se pela vossa atenção, a quererem vender-vos isto e aquilo, a mostrarem-vos o seu trabalho. Não sei se terá sido do dia da semana, mas o que encontrei foi uma meia dúzia de artistas, alguns mal-humorados e pouco propícios a fotos. Em resumo, a desilusão.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Las Ramblas
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Las Ramblas


mirador de colom

PLAça portal de la pauadultos: 6€
Descemos as Ramblas até chegar ao Mirador de Colom, que é considerado como um dos ícones de Barcelona. A construção desta homenagem ao navegador fez parte da grande reforma da orla de Barcelona, motivada pela Exposição Universal de 1888.
No topo, encontra-se uma estátua de Colombo em bronze que mede sete metros de altura e que, ao que parece, deveria apontar em direcção às Américas ou à saída de Barcelona pelo mar rumo às Américas, quando na realidade aponta em sentido contrário.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mirador de Colom
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mirador de Colom
Dentro da coluna existe um elevador que leva até a um pequeno miradouro, para o qual resolvemos comprar bilhete. Em primeiro lugar, tivemos que esperar que um funcionário aparecesse para nos permitir o acesso ao elevador que leva até ao miradouro (e terão igualmente que esperar para voltar a descer). Perdão, o acesso ao minúsculo elevador (incluindo o funcionário, éramos quatro e posso dizer que não cabia mais ninguém). Chegando ao topo, há que se encolher mais uma vez para passar no também minúsculo miradouro. Sim, é certo que daqui conseguiram ver o Port Vell e as Ramblas até à Plaça de Catalunya, mas pessoalmente considero que existem muito melhores vistas panorâmicas da cidade,  além de que mais baratas e menos claustrofóbicas...

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mirador de Colom
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mirador de Colom
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mirador de Colom
De volta às Ramblas, subimos pela RAMBLA DELS CAPUTXINS até chegar até à fachada do Gran Teatre del Liceu, símbolo cultural da música lírica de Barcelona, no qual existem produções de ópera, música clássica e ballet.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Las Ramblas
Na esquina do número 82 fica a Casa Bruno Cuadros, uma casa modernista com influência japonesa.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Las Ramblas
Continuando pela rua, encontra-se o Pla de l’Os, um grande mosaico em formato circular projectado por Joan Miró.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Las Ramblas

mercat de la boqueria

la rambla de sant josep, 91
Numa das Ramblas encontra-se a entrada para o famoso Mercat de la Boqueria (de nome oficial Mercat de Sant Josep), inaugurado em 1840. Este é um mercado municipal que conta com mais de 300 bancas, nas quais é possível encontrar produtos locais e que, além dos turistas que por aqui passam, abastecem igualmente os moradores e restaurantes da cidade.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mercat de la Boqueria
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mercat de la Boqueria
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mercat de la Boqueria
Na parte mais próxima da Rambla (mais frequentada por turistas) encontram-se bancas com produtos como frutas exóticas, frutos secos, jamón, chocolates e doces. As bancas onde compram os moradores de Barcelona (e mais baratas) ficam na parte mais ao fundo do mercado. Algumas bancas do mercado ficam no exterior e existem ainda lojas nas proximidades. 
Na nossa visita ao mercado aproveitámos para provar algumas das frutas exóticas, as empanadas e ainda os saborosos panes de higo.

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mercat de la Boqueria
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mercat de la Boqueria
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mercat de la Boqueria
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Mercat de la Boqueria
Depois de saborearmos os produtos que comprámos na parte de trás do mercado, decidimos subir o resto das Ramblas até à rambla de canaletes, onde fica a Font de Canaletes, cuja lenda diz que quem bebe da fonte voltará um dia a Barcelona. A fonte é igualmente ponto de encontro dos adeptos do FC Barcelona cada vez que a equipa ganha um troféu, facto que remonta aos anos 30, quando aqui existia um jornal desportivo.
Logo a seguir à fonte, encontramo-nos de volta ao nosso ponto de partida, a Plaça de Catalunya!

Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Las Ramblas
Drawing Dreaming - visitar Barcelona - Las Ramblas

A ler também...

4 comentários:

  1. Confesso que nunca dei grande atenção a Espanha. Não por estar perto e normalmente não darmos atenção ao que está ali ao lado - até porque eu também gosto de explorar locais que me são próximos -, apenas nunca tive muito interesse. Sei que um dia irei a Barcelona, mas não é uma prioridade neste momento. A história da senhora asiática é bem engraçada, não imaginei que acontecesse por Espanha. Quando estive em Pequim, tiraram imensas fotografias comigo (algumas vezes sem pedir autorização ou agarrando-me no braço...), mas era simplesmente porque sou diferente daquilo a que estão habituados.

    Gosto imenso do teu registo fotográfico. Estou curiosa: que máquina utilizas? E fazes algum tipo de tratamento? Adoro as perspectivas que escolhes e dos tons com que as imagens ficam.

    Mundo Indefinido

    ResponderEliminar
  2. Eu curiosamente sou exactamente o contrário: Espanha é um dos países que mais me interessa conhecer (e não só por estar tão perto, mas especialmente pela sua cultura e património) e tenho uma lista interminável de sítios que quero conhecer no país vizinho!
    Realmente achei um pouco estranha a situação, mas acabei por me rir mais tarde!
    Quanto à tua pergunta de fotografia... Antes de mais, fico feliz que gostes das minhas fotos! :) A minha máquina já é bem velhinha, é uma Canon 110D. Actualmente encontras bem melhores no mercado, mas foi comprada já há muitos anos quando eu comecei a me interessar por fotografia e queria aprender um pouco mais sobre os aspectos técnicos (isto é, quando ainda não percebia nada do que eram coisas como a abertura, o ISO ou a velocidade do obturador). As lentes que utilizo são mesmo as de kit, apesar de já estar farta delas e esperar poder em breve fazer um upgrade! Quanto ao tratamento de imagem, opto por algo bem básico, só mesmo pequenas alterações ao nível da luminosidade e contraste! ;)

    ResponderEliminar
  3. Barcelona é das cidades que visitei até hoje das que mais gostei. Pena que já lá fui há algum tempo e há alguns detalhes que já me escapam. Tenho de lá voltar, o teu post abriu-me o apetite ;)

    Beijinhos e bons passeios
    a vida não tem de ser perfeita

    ResponderEliminar
  4. eu sou da mesma opinião, Cristina! Barcelona é uma cidade que ficará sempre na minha memória como uma das que mais gostei até hoje! ;)
    beijinhos

    ResponderEliminar