Porto

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico

março 10, 2017,3 Comments

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico
Já vos falei do quanto amo o Porto e de como me apaixonei por esta cidade, como tal não é de espantar que queira partilhar o meu amor pela Cidade Invicta e motivar tantas pessoas quanto possível a visitá-la!

Com o objectivo de incentivar aqueles que pretendam visitar o Porto, resolvi partilhar convosco os roteiros que fiz de visita da cidade!
Estes são roteiros que podem fazer a pé (na minha opinião, a melhor forma de visitar a cidade), cuja duração depende um pouco de cada um, mas que são facilmente exequíveis num dia.

Sem mais demoras, partilho convosco o primeiro roteiro, o qual vos levará da baixa ao centro histórico e que inclui pontos de interesse tais como:
• a Avenida dos Aliados;
• a Estação de S. Bento;
• a Capela das Almas;
• o Mercado do Bolhão;
• a Muralha Fernandina;
• a Sé do Porto.


Por razões práticas, ao chegarmos à Estação de Campanhã apanhámos o metro até à estação Trindade, onde começa o nosso roteiro!

igreja da trindade


O primeiro ponto de interesse é a vizinha Igreja da Trindade (aliás, Igreja da Ordem Terceira da Santíssima Trindade), construída no século XIX e que é uma das maiores da cidade. Infelizmente, como chegámos cedo de manhã ao Porto, esta igreja ainda se encontrava fechada pelo que apenas pude admirá-la do exterior.

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Igreja da Trindade

avenida dos aliados


Da Igreja seguimos até à mítica avenida dos aliados, considerada o centro da cidade do Porto (e que é, aliás, onde os portuenses se concentram para celebrarem eventos especiais, sendo frequentemente palco de exposições artísticas e concertos de música). Esta avenida de estilo neoclássico, originalmente chamada de Avenida das Nações Aliadas (em homenagem aos Aliados da Primeira Guerra Mundial), foi aberta em 1916, tendo para tal sido demolido o antigo edifício dos Paços do Conselho.

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Câmara Municipal
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Câmara Municipal

Actualmente, é possível ver a câmara municipal do porto, edifício de granito e mármore cujo ponto de referência é a elevada torre de 70 metros munida de um relógio de carrilhão. Não deixem de espreitar o interior da Câmara e de admirar a fachada, decorada com esculturas representativas de actividades ligadas à cidade, como a viticultura, a indústria ou a navegação.

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Avenida dos Aliados
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Avenida dos Aliados
a praça da liberdade de dia e à noite

Continuem pela Avenida dos Aliados, no final da qual encontram a praça da liberdade, no centro da qual se destaca o Monumento a Pedro IV, uma estátua equestre do rei D. Pedro IV (D. Pedro I do Brasil) que simboliza a homenagem do Porto a este herói das lutas liberais.
Inaugurada em 1866, esta estátua em bronze tem 10 metros de altura e na sua base é possível ver gravuras que ilustram dois momentos importantes da história da cidade: o desembarque no Mindelo das tropas de D. Pedro durante as lutas liberais (as quais opunham os Liberais, partidários de D. Pedro, aos Miguelistas, fiéis a D. Miguel, na luta pelo trono) e a entrega do coração de D. Pedro aos representantes da cidade como demonstração da sua gratidão.

estação de s. bento


O próximo ponto do roteiro é a icónica Estação de S. Bento, considerada em 2011 pela revista Travel+Leisure como uma das 16 mais belas estações de comboios do mundo.
Tal não é de espantar já que o seu átrio se encontra decorado com painéis compostos por cerca de vinte mil azulejos da autoria do artista Jorge Colaço, os quais representam cenas da História de Portugal, como a entrada de D. João I e D. Filipa de Lencastre no Porto em 1387 ou a Conquista de Ceuta em 1415. Não deixem ainda de admirar o friso colorido no topo das paredes, dedico à história dos transportes de Portugal, a qual termina precisamente com a inauguração dos caminhos de ferro!

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Estação de S. Bento
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Estação de S. Bento
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Estação de S. Bento

pausa para francesinhas


Começava a ser hora de almoçarmos, por isso decidimos fazer uma pequena pausa... para comer uma francesinha!
Antes de visitar o Porto perguntei a tantas pessoas quanto possível recomendações de onde comer uma boa francesinha e uma opção que parecia ser consensual era o café santiago! Aqui a francesinha não chega aos 10€ e, apesar de o espaço estar frequentemente cheio, acabei por não esperar muito para poder comer uma das melhores francesinhas da minha vida! Sem dúvida que recomendo que por aqui passem para provar esta especialidade portuense!

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Francesinhas do Café Santiago
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Francesinhas do Café Santiago

No caminho, não deixem de admirar o Coliseu do porto, uma sala de espectáculos que é uma referência no panorama cultural do Porto.

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Coliseu

rua de santa catarina


Depois do almoço, seguimos até aquela que é para mim uma das ruas mais charmosas do Porto: a rua de santa catarina. Numa cidade tão grande e moderna, é sempre bom ver que esta ainda conserva a sua autenticidade e história: esta famosa artéria comercial da Baixa do Porto, quase exclusivamente pedonal, é óptima para admirar tranquilamente o comércio local e desfrutar do seu ambiente animado!

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Rua de Santa Catarina
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Rua de Santa Catarina

Nesta mesma rua, não deixem de admirar a lindíssima Capela das almas ou Capela de Santa Catarina, a qual data do século XVIII.
Esta capela sofreu várias obras ao longo dos séculos que foram alterando a sua configuração original, a mais importante tendo sido realizada em 1929, quando o seu exterior foi revestido com cerca de 16.000 azulejos da autoria do ceramista Eduardo Leite, os quais representam passagens da vida de S. Francisco de Assis e de Santa Catarina.

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Capela das Almas
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Capela das Almas
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Capela das Almas

mercado do bolhão


Da Rua de Santa Catarina caminhem até ao vizinho Mercado do Bolhão, um dos locais mais emblemáticos da cidade!
Este edifício, representativo da arquitectura de ferro, viria a ser considerado um projecto vanguardista aquando da sua construção. Com quatro fachadas (e igual número de entradas, uma para cada rua que o rodeia), este é um dos mais típicos mercados populares da cidade! Funciona nos dois pisos no interior das galerias e aqui podem encontrar uma mistura de tradicional (com a venda de produtos alimentares frescos) e moderno (presente nos souvenirs e produtos típicos portugueses). Uma visita a este mercado não só nos faz recuar no tempo, como também se revela uma actividade estimulante para os sentidos dadas as suas cores, sons e aromas!

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Mercado do Bolhão
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Mercado do Bolhão
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Mercado do Bolhão
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Mercado do Bolhão
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Mercado do Bolhão
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Mercado do Bolhão
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Mercado do Bolhão
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Mercado do Bolhão

igreja de santo ildefonso


Do mercado caminhem até à Igreja Matriz de Santo Ildefonso, a qual constitui outro óptimo exemplo da decoração com azulejos, ou não tivessem sido utilizados na sua ornamentação cerca de onze mil azulejos da autoria de Jorge Colaço. Estes datam de 1931 e permitem ler na fachada da igreja cenas da vida de Santo Ildefonso (antigo bispo de Toledo) e do Evangelho. Sabiam ainda que foi nesta igreja que foi baptizado o escritor Almeida Garrett?

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Igreja de Santo Ildefonso
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Igreja de Santo Ildefonso
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Igreja de Santo Ildefonso

funicular dos guindais e muralhas


É aqui que vos espera a maior caminhada do roteiro, já que seguimos até ao FUNICULAR DOS GUINDAIS, o qual une a Baixa à Ribeira rapidamente. Com 281 metros de comprimento, dos quais 90 são subterrâneos, o funicular até que pode ser algo tipicamente turístico, mas por 2.5€ vale a pena embarcar no mesmo pelo menos uma vez na vida para, conforme o ponto de partida, subir ou descer até à Ponte D. Luís e admirar uma incrível vista panorâmica sobre o Douro!

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Funicular dos Guindais
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Funicular dos Guindais
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Funicular dos Guindais

Junto ao funicular encontra-se a chamada muralha fernandina (ou melhor, os vestígios desta).
Igualmente denominada de Cerca Nova, este conjunto de muralhas começou a ser construída no reinado de D. Afonso IV (1336) e só viria a ser concluída já sob o reinado de D. Fernando (1370), daí designar-se usualmente de Muralha Fernandina. Com o tempo, parte das paredes foram sendo destruídas para dar lugar a novas ruas e habitações.

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Muralha Fernandina
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico

A VISTA DO TOPO DAS MURALHAS:

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico

sé do porto


Bem perto das muralhas encontra-se um dos monumentos religiosos mais importantes da cidade: a sé do porto.

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Sé
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Sé
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Sé
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Sé
Esta igreja fortificada, de aspecto robusto e imponente, cuja construção começou no século XII, foi sofrendo alterações ao longo dos séculos, as quais levaram a um resultado que conjuga vários estilos arquitectónicos. Do estilo românico permaneceu a fachada, a qual seria alterada no século XVIII através da intervenção do arquitecto italiano Nicolau Nasoni, que lhe conferiu características do período barroco. O interior da igreja, de acesso gratuito, está dividido em três naves cobertas por abóbadas ogivadas, as quais são iluminadas através da lindíssima rosácea e das frestas da catedral.

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Sé
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Sé
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Sé
Não deixem ainda de adquirir por 3€ o bilhete que vos dá acesso ao claustro gótico da catedral, o qual se encontra no lado sul da igreja. Aqui destaque para os azulejos barrocos do século XVIII que revestem as galerias, inspirados nos cânticos e salmos de David. No interior da catedral encontrarão ainda uma escadaria nobre, obra de Nasoni, a qual permite aceder ao piso superior do claustro.

A VISTA da sé:

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico

igreja dos grilos


Da Sé descemos até à Igreja de S. Lourenço ou Igreja dos Grilos, mandada construir pelos padres jesuítas do Porto, instalados em casas consideradas demasiado pequenas para as aspirações da Companhia de Jesus.
A igreja já se encontrava fechada quando por aqui passámos, mas ainda assim vale a pena pelo menos admirar o seu exterior numa mistura dos estilos barroco, maneirista e neoclássico e, obviamente, a fantástica vista panorâmica da cidade do Porto!

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Igreja dos Grilos
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Igreja dos Grilos

rua mouzinho da silveira e rua das flores


Voltamos a subir, desta vez para chegar à RUA mouzinho da silveira, na qual podem ser vistas lojas centenárias pouco usuais como a Casa Mouzinho (comércio de bandeiras), a Casa das Rolhas ou ainda lojas de fabrico de artigos religiosos ou lojas de artesanato e antiguidades.
Já na vizinha rua das flores, tipicamente mercantil, destacam-se as artes e ofícios relacionados com o ouro e a prata. Além de antigas ouriversarias, aqui encontrarão ainda alfarrabistas ou edifícios históricos como a Chocolataria Equador (de fabrico artesanal de chocolate) ou a Mercearia das Flores.

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - Rua Mouzinho da Silveira

jantar


O nosso roteiro e primeiro dia no Porto acabou com um jantar no centenário restaurante a flor dos congregados. Este restaurante, um dos primeiros a existir na baixa do Porto, quase que poderia facilmente passar despercebido num beco, mas a sua tradição e o facto de ainda ser gerido pela mesma família fazem com que seja bem conhecido na cidade.
Aqui a especialidade é mesmo a versão portuense de comida lenta ou slow food e pessoalmente optei por um Bacalhau à Congregados (bacalhau com presunto e maionese, acompanhado de batatas e salada), uma versão diferente de bacalhau que nunca tinha provado e que estava óptima!

Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - A Flor dos Congregados
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico - A Flor dos Congregados

GOSTAS DESTE ARTIGO? GUARDA-O NO PINTEREST!
Roteiro do Porto: da Baixa Portuense ao Centro Histórico

A ler também...

3 comentários:

  1. Confesso que este roteiro me deixou com alguma nostalgia... Ai, saudades do Porto e de comer uma francesinha no Santiago! Já lá fui duas vezes e é mesmo maravilhosa! Falta-me uma ida ao Mercado do Bolhão (por dentro) e subir o funicular dos guindais, mas assim tenho uma desculpa para regressar à cidade :)

    Mundo Indefinido

    ResponderEliminar
  2. As francesinhas do Santiago são das melhores que já comi (penso que apenas igualadas em Lisboa pelas óptimas francesinhas do Marco!), são quase que por si só uma razão para visitar o Porto!

    ResponderEliminar
  3. Há algum tempo que ando cheia de vontade de regressar ao Porto, que visitei algumas vezes há anos, mas que ainda assim sinto que conheço mal. Fiquei com imensa de vontade de fazer uma viagem para o conhecer como merece e este teu post vai ser uma referência preciosa para o meu roteiro, Ester! :)




    Um beijinho,

    Sofia | Monochromatic Wave

    ResponderEliminar