França

À descoberta de Giverny: a casa e os jardins de Claude Monet

agosto 01, 2017,0 Comments

Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet

Como já terão percebido, eu adoro visitar museus de arte e já por várias vezes mencionei o quanto viver em França influenciou o meu gosto e admiração pelo impressionismo
Um dos artistas cujo trabalho mais aprecio é, sem dúvida alguma, Claude Monet, o que não é de espantar dado o facto de ter tido a oportunidade de apreciar qualquer coisa como 150 a 200 obras do pintor. Sim, Monet quase que se assemelha a um velho amigo que poderei ter cruzado em Paris nos Museus de Orsay, Orangerie e Marmottan Monet ou ainda numa das minhas viagens a Le Havre, Rouen ou mesmo Lille. Sendo eu uma grande fã do trabalho de Monet e tendo por várias vezes admirado as pinturas dos jardins da sua residência em Giverny, não é surpresa que a antiga moradia do pintor há tanto tempo estivesse na minha lista de locais a visitar.

Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet

a maior obra-prima de monet

Monet apaixonou-se por Giverny e decidiu mudar-se para esta aldeia da Normandia com a sua esposa Alice e os seus filhos, acabando por aí viver durante 43 anos, até à sua morte em 1926. 
Em 1890, Monet começou a renovar os jardins da sua moradia: desviou um rio para formar uma lagoa, plantou salgueiros e bambu nas margens, encheu a lagoa de nenúfares e construiu passarelas de madeira. Os jardins reflectem o estilo das suas pinturas, com as flores a assemelharem-se a pinceladas: um pouco indomáveis, mas parte de um design cuidadosamente pensado. Embora o jardim de Monet possa à primeira vista parecer algo selvagem, na realidade envolveu anos de planeamento com o artista a agrupar as plantas de acordo com o tamanho e cor e a pesquisar o seu pico de crescimento. O próprio artista viria a referir-se aos seus jardins de Giverny como a sua "obra-prima mais bonita" e por mais de 20 anos Monet viria a utilizá-los como cenário para captar as mudanças na atmosfera e na luz nas suas paisagens impressionistas, pintando os jardins em diferentes momentos do dia e do ano, explorando diferentes esquemas de cores.
Facilmente identificáveis como trabalho de Monet, estes caóticos jardins coloridos são todos os dias visitados por diferentes tipos de pessoas que afluem a Giverny, desde jardineiros e botânicos que vêm admirar a disposição das flores e encontrar novas plantas a pura e simplesmente amantes de arte que pretendem passear pela casa onde Monet passou metade da sua vida e poder ver as pinturas que tanto admiram ganhar vida.

informações práticas

Como chegar: Em Paris, apanhem o comboio na Gare Saint-Lazare com destino a Vernon (linha que vai em direcção a Rouen/Le Havre). A viagem dura cerca de 45 minutos e, ao chegarem a Vernon, na estação deverão apanhar um autocarro para os jardins de Monet em Giverny. Este é facilmente identificável por ter marcado Navette/Shuttle Vernon-Giverny e a viagem dura cerca de 15 minutos. O bilhete de autocarro ida e volta custa 8€ e não hesitem em pedir ao motorista um folheto que contém os horários dos autocarros, bem como um roteiro do que visitar em Vernon. atenção: venda feita a bordo e apenas em dinheiro.

Bilhetes: Os bilhetes de entrada para a Casa e Jardins de Monet custam 10.2€ (preços de 2016) e é aconselhado comprá-los online antecipadamente, já que tal vos permitirá evitar as filas para a bilheteira. 

Quando ir: A melhor altura para ver os jardins em todo o seu esplendor é de Abril a Outubro. Ao visitarem Giverny, tenham em conta que este é um destino cada vez mais popular e procurem estar lá à hora de abertura, já que à medida que o dia avança o local se torna cada vez mais lotado e terão mais dificuldade em visitar a casa e os jardins livremente. Considerem guardar pelo menos metade do vosso dia para visitar Giverny.

ATENÇÃO: Não existem multibancos em giverny para levantar dinheiro.

Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet

os jardins

É claro que ao chegar a Giverny tive que começar logo pela visita aos deslumbrantes jardins de Monet! Eu visitei a propriedade em Julho, logo a minha visita acabou por ser bem cronometrada já que pude ver os jardins no seu melhor, com uma explosão de flores e vegetação em plena floração, serpenteado por caminhos que permitiam chegar bem perto das plantas e admirar as suas cores e aromas surpreendentes!

Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet

Pessoalmente, considero que os destaques dos jardins vão para os famosos nenúfares que figuram nas pinturas de Monet (e não posso deixar de sublinhar o quão incrível é ver as suas pinturas ganhar vida mesmo à nossa frente) e a chamada ponte japonesa rodeada por salgueiros-chorões, influência óbvia da enorme colecção de ilustrações japonesas que Monet possuía.
É fácil perceber o orgulho que Monet tinha pelo seu jardim, não só pela explosão de cores como também pela enorme variedade de flores plantadas! De tons pastel a cores mais brilhantes, o jardim inclui papoilas, hortênsias, peónias, rosas... e estas são apenas algumas das espécies que consegui identificar, imaginem as preciosidades que este esconde!

Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
O corredor central, coberto por arcos de ferro em que crescem rosas trepadeiras

Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet

a casa de monet

Do jardim passei à casa onde Monet viveu, a qual vale a pena a visita para observar o quanto o artista se rodeou de inspiração não só no exterior como também no interior da sua residência. Monet escolheu toda a decoração desta casa rosa e verde e sem dúvida que esta é reflexo dos seus gostos coloridos dadas as suas cores vibrantes numa mistura de amarelos e azuis, os padrões originais e salas cheias de belas estampas japonesas, bem como pinturas de contemporâneos impressionistas, tais como Cézanne, Renoir, Pissarro ou Sisley!

Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet

O antigo celeiro da casa foi transformado por Monet no seu primeiro estúdio já que o artista, apesar de pintar maioritariamente ao ar livre, necessitava de um local para terminar e guardar as suas telas.
Este estúdio viria mais tarde a ser o seu quarto de fumar, onde o pintor recebia os seus colegas, negociantes de arte, críticos ou coleccionadores.
Nas paredes, reproduções das obras de Monet, bem como mobiliário e objectos originais evocam uma atmosfera de outros tempos (muitos dos originais que foram outrora mantidos nesta divisão encontram-se agora no Musée Marmottan-Monet em Paris).

Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
O primeiro estúdio de monet


Por cima do estúdio, Monet criou o seu próprio apartamento, o qual incluia o seu quarto e o da sua esposa Alice. 
No outro extremo da casa, Monet projectou uma grande cozinha com paredes cobertas de azulejos de Rouen em tons de azul, adequada para preparar as refeições de uma família de dez pessoas.
Adjacente a esta encontra-se uma sala de jantar, uma das divisões mais dramáticas da casa pelos seus tons de amarelo e gravuras japonesas escolhidas por Monet.

Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet

passeando por giverny

Apesar de o grande atractivo de Giverny ser mesmo a antiga propriedade Monet, existem outros locais de interesse nesta pequena vila.
Não deixem de explorar a rua principal (adequadamente nomeada de rue Claude Monet), facilmente explorável de ponta a ponta, bem como as pequenas ruas laterais para descobrir pequenos restaurantes e bares, lojas e várias galerias de arte!
Algo que me apaixonou em Giverny é o facto de não serem apenas os jardins de Monet que se qualificam como uma explosão de cores e flores, toda a vila o é!

Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet

musée des impressionismesADULTOS: 7€ (gratuito no primeiro domingo do mês)

A apenas alguns passos da Casa de Monet encontram o Musée des Impressionnismes, o qual tem por objectivo dar a conhecer as origens e influência do impressionismo. Este abriga um número limitado de pinturas impressionistas na sua colecção permanente Autour de Claude Monet, bem como frequentes exposições temporárias (não deixem de verificar o site do museu para conhecer as exposições actuais).
Podem adquirir o bilhete combinado para o museu e a Casa de Monet por 16.5€ ou se, tal como eu, visitarem Giverny no primeiro Domingo do mês, saibam que o acesso é gratuito.

Drawing Dreaming - visitar Giverny, Musée des Impressionnismes
Drawing Dreaming - visitar Giverny, Musée des Impressionnismes
Drawing Dreaming - visitar Giverny, Musée des Impressionnismes
Drawing Dreaming - visitar Giverny, Musée des Impressionnismes
Drawing Dreaming - visitar Giverny, Musée des Impressionnismes

hôtel baudy

Em Giverny poderão ainda descobrir o antigo Hôtel Baudy, cujo nome remete a Madame Baudy, a qual abriu o primeiro hotel desta pequena vila por forma a acomodar pintores americanos que aqui se dirigiam para "descobrir" Monet e onde o artista morava. Lugar incontornável para muitos artistas na época de Monet, o hotel é agora um restaurante que inclui um jardim e uma oficina de pintura que podem ser visitados gratuitamente.


Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet
Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet


église sainte-radegonde

Na pequena vila poderão ainda visitar a Igreja Sainte-Radegonde, a qual recebe igualmente atenção considerável dos turistas por no seu cemitério adjacente se encontrar o local de enterro de Monet e da sua família.

Drawing Dreaming - visitar Giverny, a casa e os jardins de Claude Monet

À descoberta da vizinha vernon

Como ainda me sobrava tempo para o horário do comboio para o qual tinha reservado bilhete, aproveitei para na volta descer do autocarro na paragem do centro da vila vizinha de Vernon.
Deambulando por Vernon, encontrei uma antiga igreja que remonta à época romana, ruas estreitas e casas de madeira impecavelmente conservadas e salvas dos bombardeios da Segunda Guerra Mundial.

Drawing Dreaming - visitar Giverny e Vernon
Drawing Dreaming - visitar Giverny e Vernon
Drawing Dreaming - visitar Giverny e Vernon

Na vila de Vernon é ainda possível ver o símbolo de Vernon: o Vieux-Moulin, um antigo moinho de farinha do século XVI construído em cima de uma ponte antiga que atravessava o rio Sena. A ponte encontra-se actualmente em ruínas, sendo que apenas alguns dos pilares originais permanecem de pé juntamente com o antigo moinho, o qual ficou bastante danificado com os bombardeios da Segunda Guerra Mundial, até que a vila de Vernon veio em seu resgate e o evitou de cair ao Sena.

Drawing Dreaming - visitar Giverny e Vernon
Drawing Dreaming - visitar Giverny e Vernon

MUSÉE DE vernonADULTOS: 4.8€ (GRATUITO NO PRIMEIRO DOMINGO DO MÊS e para jovens até 26 anos)

Descobri igualmente o Museu de Vernon, alojado numa antiga casa do século XVI, o qual além de abrigar duas pinturas doadas pelo próprio Monet (incluindo uma rara pintura circular dos famosos nenúfares), inclui obras de outros pintores impressionistas (e não só).

Drawing Dreaming - visitar Giverny e Vernon
Drawing Dreaming - visitar Giverny e Vernon
Drawing Dreaming - visitar Giverny e Vernon
Drawing Dreaming - visitar Giverny e Vernon

JÁ conheciam giverny e a inspiração por trás das pinturas de monet?

A ler também...

0 comentários: