Centre-Val de Loire

À descoberta do Vale do Loire: o Château de Chambord, o maior castelo da região

fevereiro 13, 2018,2 Comments

Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire

Chegámos ao último dos meus artigos sobre o Vale do Loire: depois de ter visitado as cidades de Orléans e Tours e os castelos de Amboise, Chenonceau e Cheverny, acabei o meu roteiro por esta região com a visita daquele que é o maior castelo do Loire: o Château de Chambord!
Embora tivesse lido previamente sobre a dimensão do castelo, confesso não ter percebido o quão colossal este realmente é até pisar Chambord! Conhecido devido à sua distinta arquitectura que mistura o medieval francês e o estilo italiano renascentista, o Château de Chambord foi sem dúvida feito para impressionar, porém confesso que pessoalmente prefiro castelos em menor escala e mais ricos em decoração...

Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire

O edifício foi construído para servir como pavilhão de caça para François I, o qual já mantinha residências reais nos vizinhos castelos de Amboise e Blois.
Em vez de governar a partir de Paris, François I - um homem das Artes - preferiu mandar construir vários castelos pelo Vale do Loire, entre os quais Chambord. Conseguem imaginar como será ser rei de França e poder a seu bel-prazer mandar construir um mero pavilhão de caça com qualquer coisa como 440 quartos, 365 lareiras e 84 escadarias? Pois bem, foi isso mesmo que François I fez em 1519 e o resultado é o maior e mais imponente castelo do Vale do Loire!

Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire

Chambord até que pode ser gigantesco, mas perdoem-me os fãs deste château pois - ainda que magnífico - dificilmente o descreveria como acolhedor ou caseiro. Obviamente, este também não era o seu propósito já que, cercado por uma floresta cerrada, o Château de Chambord foi concebido como residência de caça, apenas sendo utilizado por pequenas temporadas, quando o rei aqui se deslocava e trazia consigo os seus próprios móveis. Chambord foi ainda projectado como símbolo de poder e prestígio, adequado para impressionar os mais altos dignatários estrangeiros (e, nos nossos dias, turistas!).

Após a morte do rei em 1547, o edifício foi deixado ao abandono durante quase um século, passando de seguida de mão em mão até à Revolução Francesa, durante a qual grande parte do mobiliário que restava no seu interior foi retirado e vendido em hasta pública.
O Château de Chambord viria finalmente a ser adquirido pelo Estado Francês em 1930. Durante a Segunda Guerra Mundial, foi utilizado para armazenar milhares de obras de arte de museus franceses, incluindo obras da colecção do Louvre como a Vénus de Milo e a Mona Lisa! Em 1981, Chambord viria finalmente a ser inscrito no Património Mundial da UNESCO.


Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire
Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire

Apesar de se encontrar maioritariamente despojado de qualquer decoração, ainda assim existem divisões e elementos do Château de Chambord que merecem destaque! 
O primeiro elemento de interesse é igualmente a característica arquitectónica mais famosa do castelo: Chambord conta com uma escadaria em espiral dupla, composta por duas rampas que se entrelaçam uma na outra em torno de um núcleo oco com aberturas. Se duas pessoas usarem uma rampa diferente, podem ver-se pelas aberturas durante todo o percurso sem nunca se cruzarem. Esta escada terá alegadamente sido projectada por Leonardo da Vinci, amigo pessoal de François I, o qual fez esboços muito similares ao desta escadaria antes de esta ter sido construída.

Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire
o apartamento de gala 

Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire
o quarto da rainha

No primeiro andar do castelo ficam os únicos apartamentos mobilados do castelo: na ala real podemos encontrar o quarto de François I, o quarto da rainha e o apartamento de gala, bem como apartamentos para hóspedes, uma capela, um oratório e o quarto do governador. A sua luxuriosa decoração e o mobiliário em constante enriquecimento permitem conhecer a história de Chambord e a evolução da decoração interior, do Renascimento à Revolução.

Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire
Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire

Já no segundo andar, o destaque são as salas abobadadas, as quatro divisões de circulação dispostas em torno da grande escadaria. Aludindo aos arcos de triunfo de estilo clássico, estas salas estão totalmente decoradas com os emblemas esculpidos do rei François I - salamandras e 'F' coroados - os quais glorificam o rei que ergueu Chambord. De facto, uma das actividades mais divertidas em Chambord é procurar as mais de 800 salamandras esculpidas: a salamandra está associada ao símbolo do fogo, poder que pode ser usado para o mal ou para a justiça, considerado perfeito para passar uma imagem de poder de François I.
Neste andar irão igualmente encontrar uma galeria de troféus, com hastes penduradas nas paredes, e salas dedicadas às caçadas em Chambord.

Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire
Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire
Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire

Por fim, no último andar, fica a minha parte preferida de Chambord: os terraços! No topo da escadaria, os terraços oferecem não só um vasto espaço de lazer para vaguear, como também uma incrível vista panorâmica sobre o parque e os jardins em redor. No centro, eleva-se a espectacular torre-lanterna, cujo cume lança na direcção do céu o símbolo da flor-de-lis real, já para não falar que um pouco por todo o lado podemos admirar aberturas das chaminés, pequenas torres, pináculos, colunas, janelas ou esculturas.

Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire
a vista a partir dos terraços

Visita ao Château de Chambord, Vale do Loire

Apesar de, na minha opinião, o Chãteau de Chambord pecar por falta de decoração e mobiliário no interior, não deixa de ser uma visita muito interessante e que, com as suas dimensões extraordinárias, se transformou na cereja no topo do bolo para tão bem acabar a série de visitas que fiz pela região do Vale do Loire!

já conheciam aquele que é o maior castelo do vale do loire?

A ler também...

2 comentários:

  1. Oláaa, já conheci sim :)!
    É magnífico, imponente, maravilhoso...adorei conhecer e quero lá voltar com as minhas filhas a percorrer todos esses Chateaux du Loire! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. os Castelos do Loire são magníficos! quem me dera ter a possibilidade de visitar todos ;)

      Eliminar